Na falta do que fazer, inventei a minha liberdade
   
 
 

  Histórico

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros sites
 Adoro Cinema
 Dicionário de Rimas
 Wikipédia
 Dicionário Português on-line
 Google
 Jornal de Poesia
 Jornal Bom Dia




 

 
 

 

Florescência

 

Desabrocha, cabrocha.

Rebentando este casulo,

Rompe ao mundo tua flor.

Desfrute da água deste rego,

Regaço deleitoso: sais e sumos;

E da terra que em ti se finca

Abra-te, de dor em pétalas,

Florescendo em matura beleza,

Dos que te fazem aos que te contemplam.

Que caiam, mais tarde, teus véus,

Sem culpas e que já foram palco

De incestos: insetos e pólens.

Virgem perfume que se desfaz,

Como sua beleza que se evapora,

Mas, tímida como aflorou

 

 

 



Escrito por Mário Piccarelli às 11h17
[] [envie esta mensagem
] []


 

 
[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]